Um retrato de coragem: desafios da narrativa jornalística midiatizada de guerra frente à atorização social

Vol. 21, 2023 - 165969
Sessão Coordenada
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Este artigo tem por objetivo problematizar as narrativas jornalísticas e midiatizadas produzidas em torno de um acontecimento midiático-jornalístico tecido pela revista Vogue, em 2022, a partir de uma reportagem com o presidente da Ucrânia, e sua esposa, Olena Zelenska. A publicação constrói uma abordagem em torno de um “retrato de coragem”, materializado pelas fotografias de Annie Leibovitz, com o casal ucraniano posando em meio aos escombros da guerra. Tal acontecimento desloca-se para a esfera da atorização social que não somente questiona o fazer jornalístico como, a partir da didatização de suas lógicas e habilidades coletivas narrativas (ALBUQUERQUE,2000, SOSTER,2023), passa a agenciar o fluxo da circulação (FAUSTO NETO, 2013;ROSA, 2020). Mobiliza-se ainda os conceitos de midiatização (GOMES,2022), conflitos (COTTLE, 2006) e de narrativas da Ucrânia (HORBYK, ORLOVA,2023).

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Eixo Temático
  • RENAMI - Mesa Renami Narrativas jornalísticas e Midiatização
Palavras-chave
Midiatização; Narrativas; Jornalismo; Circulação; Atorização