67092

Glioblastoma Multiforme - Relato de caso em cão da raça Border Collie e Revisão de Literatura.

Favorite this paper

Introdução:O glioblastoma multiforme (GBM) é um astrocitoma intracraniano de alto grau no cão, grau IV em humanos, de alta incidência e com semelhanças clínicas e histopatológicas em ambas as espécies. Altamente anaplásico, heterogêneo, angiogênico, localmente infiltrativo, tem origem neuroectodérmica, situando-se no telencéfalo e diencéfalo de cães braquicefálicos, principalmente, causando convulsões e alterações no estado mental e comportamental. Objetivou-se contribuir com os estudos epidemiológicos e diagnósticos em neuro-oncologia.Descrição de conteúdo: Cão dolicocéfalo, 14 anos, apresentou epilepsia, andar em círculos, head pressing e não reconhecimento do tutor, vindo a óbito mesmo após terapia anti-convulsivante. À necropsia, observou-se uma massa nos lobos frontais infiltrando a substância branca. O exame histopatológico revelou proliferação vascular, células gliais em paliçada, hipercelularidade, pleomorfismo, mitoses atípicas, áreas necróticas e células binucleadas a gigantes. Entretanto, a análise imunoistoquímica não demonstrou expressão característica da proteína ácida fibrilar glial (GFAP), principal componente dos filamentos intermediários astrocíticos e da proteína S-100, presente em células neurais. Discussão: O padrão ouro diagnóstico é o exame histopatológico, validado pela expressão de GFAP nos astrócitos, embora não seja um critério absoluto no GBM por haver neste grande população de células indiferenciadas, de marcação inconsistente devido à perda de suas características fenotípicas, havendo menor expressão nos subtipos mais anaplásicos e de maior graduação tumoral. Conclusão: O GBM é diagnóstico diferencial nas neoplasias cerebrais em cães, utilizando-se exame histopatológico e imunoistoquímico, e considerando-se o grau de diferenciação tumoral. O cão pode ser valioso modelo experimental terapêutico, devido às semelhanças do tumor interespécie. Palavras-chave: Cão. astrocitoma. glioblastoma multiforme. imunoistoquímica.