Pandemia, negacionismo e solidariedade em Rio das Ostras-RJ

Vol 3, 2022 - 149823
Iniciação Científica-Oral
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A pandemia provocada pelo vírus Sars-coV-2 gerou impactos não apenas sanitários como socioeconômicos e geográficos. A necessidade de conscientização social, para a adoção à quarentena, isolamento, distanciamento, campanhas de vacinação e combate às Fake News, contou com a colaboração de instituições religiosas e setores da sociedade civil contra a má atuação governamental. O presente trabalho procura entender como os agentes socioespaciais atuaram na cidade de Rio das Ostras. Objetivando entender como esses agentes atuaram na mitigação ou agravamento dos efeitos da pandemia. Combina-se um método dialético, a teoria dos agentes socioespaciais, com o levantamento do perfil socioeconômico de entrevistados, avaliação governamental, religiosidade e comportamentos durante a pandemia, visando compreender a dinâmica coletiva em Rio das Ostras. O procedimento metodológico se iniciou com um levantamento bibliográfico. Concomitantemente a isso, foi desenvolvida uma base cartográfica no ARCGIS, para espacializar os dados obtidos através de duas formas: coleta de informações por formulários e questionários, aplicados presencialmente e virtualmente. Do universo de 250 respostas, 160 foram utilizadas para a presente análise. A próxima etapa da pesquisa consistirá na realização de entrevistas de aprofundamento, aplicadas à representantes institucionais selecionados e na análise de dados dos impactos da covid em Rio das Ostras, através de boletins epidemiológicos publicados por órgãos públicos. Como resultados preliminares, obtidos a partir das estatísticas elaboradas pelos dados coletados, observações de campo e a espacialização das informações das entrevistas, já é possível observar as seguintes constatações: quando se trata, do acesso à saúde, lazer e comércio, Rio das Ostras é um pequeno polo que atrai populações de outras distritos e cidades próximas como Unamar, Casimiro de Abreu, Tamoios e Aquarius. Por ter grande parcela de sua receita proveniente dos royalties do petróleo, é esperado que haja um maior investimento em serviços públicos e recursos à população. No entanto, foi revelado que 54,7% dos entrevistados classificaram o acesso a hospitais como ruim ou péssimo. Observou-se que religiões advindas do cristianismo possuem grande influência nas respostas referentes a posturas negacionistas. Espera-se, ainda, identificar os agentes socioespaciais atuantes durante o período de 2020-2021 em Rio das Ostras, de modo a entender como e quais deles contribuíram para o impacto da pandemia e, contrapondo dialeticamente, identificar como os diferentes agentes socioespaciais ajudaram a mitigar os efeitos da pandemia através das ações de solidariedade.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Federal Fluminense
Eixo Temático
  • 3.5 UFF - Ciências Humanas
Palavras-chave
Pandemia
Agentes Socioespaciais
Ações de Solidariedade