LEVANTAMENTO FITOSSOCIOLÓGICO DO ESTRATO ARBÓREO DE UM REMANESCENTE DE MATA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL SOBRE TABULEIRO NO MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA, RJ.

Vol 3, 2022 - 149202
Iniciação Científica-Oral
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

O domínio Mata Atlântica é detentor de alta biodiversidade, distintas fitofisionomias e figura entre os mais ricos e ameaçados biomas brasileiros. Sua área total outrora recobria 15% do território nacional principalmente em sua faixa litorânea, estendendo-se desde os Estados do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul e atualmente reduzida a fragmentos espaços correspondentes a 12,5% de sua cobertura original total. Nesse contexto, o Estado do Rio de Janeiro encontra-se totalmente inserido dentro do domínio biogeográfico Mata Atlântica. E dentre as fisionomias vegetais ocorrentes no Estado, encontram-se remanescentes de Florestas Estacionais de Tabuleiro (FEST), localizados em sua região norte junto a divisa do Estado do Espirito Santo. Essas formações florestais consolidaram-se sobre formação geológica do período Terciário. O objetivo do presente estudo é ampliar o conhecimento sobre a composição arbórea das FEST na região, através de um levantamento florístico do remanescente florestal (Mata do Mico) situado em área particular no distrito de Santa Luzia, São Francisco do Itabapoana, RJ. Para o estudo, foram selecionados de forma aleatória, plotados e georreferenciados quatro pontos através de imagens de satélite no Google Earth e posteriormente, em campo, foram alocadas quatro parcelas de 25 m x 25 m (625 m²), totalizando 2.500 m². A amostragem, inclui indivíduos arbóreos com DAP (diâmetro a altura do peito) ≥ 5 cm. Dentre os dados previamente obtidos pela amostragem integral de 1 parcela, foram amostrados 81 indivíduos, distribuídos em 20 famílias botânicas, sendo Fabaceae a mais representativa. Nas classes de diâmetros, 49,3% dos indivíduos estão entre 5 – 10cm de DAP, 32,1% entre 11 – 20cm, 12,3% entre 21 – 30cm e 6,2 acima de 31cm. A partir do levantamento de campo das 3 parcelas restantes, somada ao tratamento de dados de todas as parcelas em conjunto, considerações mais robustas acerca da estrutura florística e sucessão ecológicas poderão ser apresentadas.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Eixo Temático
  • 1.1 UENF - Ciências Biológicas (CBB): 1. Ciências Ambientais
Palavras-chave
matas secas
Fitossociologia
cobertura florestal