63626

REPRESENTAÇÕES ACERCA DA ESCRITA NO UNIVERSO ESCOLAR

Favorite this paper

Este trabalho é parte de uma pesquisa que tem por objetivo investigar as representações que professores de língua portuguesa têm acerca da escrita na atual conjuntura social pós-moderna. Hipotetizamos que tal representação no universo escolar esteja sendo influenciada pela intensificação do uso das NTICs, característica expressiva da nossa sociedade. Para tanto, pautamo-nos nas contribuições teóricas da Análise de Discurso francesa (PÊCHEUX, 2014; ORLANDI, 2009; FOUCAULT, 2008; BRANDÃO, 2004; entre outros) e em estudos voltados para a escrita na pós-modernidade e para a formação do escritor (BAUMAN, 2000; KATO, 2003; MENEGASSI, 2005; ANTUNES, 2016; LEMOS, 2003; PRENSKY, 2001; ROJO, 2012; PINHEIRO, 2013; COSCARELLI, 2012; entre outros). A presente investigação consiste na análise discursiva de entrevistas semiestruturadas realizadas com sujeitos que mantêm relação direta com a produção escrita em seu cotidiano: professores de língua portuguesa dos ensinos fundamental e médio da rede pública, professores de produção textual de cursinho pré-vestibular da rede privada e professores de produção textual da graduação em Letras de uma universidade pública. Esperamos que os resultados possam contribuir para o entendimento de como tais sujeitos constroem um imaginário discursivo acerca da escrita no contexto escolar e quais são os interdiscursos que dialogam nessa construção.