64368

A CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSÃO: UM CAMINHO PARA APROXIMAR A LÍNGUA ESPANHOLA DA COMUNIDADE

Favorite this paper

A extensão é um dos pilares da universidade brasileira, junto com o ensino e a pesquisa. No entanto, nota-se que esta recebe menos atenção que as demais (SANTIN, 1988), situação que deve mudar a partir de 2020, já que, segundo o Plano Nacional de Educação (PNE) 2014/2024, aprovado pela Lei 13.005/2014, todos os cursos de nível superior deverão direcionar, no mínimo, 10% de sua carga horária às atividades extensionistas. Considerando o contexto apresentado e a pouca realização de tais práticas, este trabalho tem como objetivo discorrer sobre o atual status da extensão no Brasil, seu valor e contribuições às instituições de ensino superior e à sociedade em geral (NOGUEIRA, 2005) (ROCHA, 2001), comparar o que é feito no Brasil com outras universidades estrangeiras, a priori a Universidad Autónoma de Querétaro (UAQ) e a Universidad Nacional de Córdoba (UNC), além de propor um guia direcionado aos docentes da área de Letras Estrangeiras Modernas da Universidade Estadual de Londrina (UEL), cujas informações - conceitos de extensão, procedimentos burocráticos, modelos de projetos já implantados em diferentes lugares, proposta de atividades extensionistas para a área de Letras-Espanhol -, espera-se, contribuam no processo de curricularização da extensão.