81431

Manejo de varfarina na Atenção Primária: tradução e adaptação para o português

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Introdução: O manejo de anticoagulantes de forma eficaz e segura é um desafio constante na atenção primária. A rotina dos profissionais de saúde nem sempre lhes permitem o tempo e a atenção necessários para um controle e ajuste de doses adequado. Pelos mesmos motivos, muitas vezes fica prejudicado o entendimento dos pacientes anticoagulados sobre o tratamento. Objetivo: Traduzir e adaptar culturalmente para a língua portuguesa a tabela de manejo de varfarina na atenção primária, apresentada como “Outpatient Anticoagulation Flowsheet” em “A Systematic Approach to Managing Warfarin Doses” de Mark H. Ebell, ferramenta que auxilia o clínico com o manejo de pacientes anticoagulados. É importante também a elaboração de um guia que ajude esse paciente a tomar as doses corretas de sua medicação e se manter orientado sobre as particularidades do tratamento, facilitando acompanhamento e adesão. Metodologia: Foi realizada a tradução da tabela original. Os itens foram comparados e adaptados para o contexto da atenção primária brasileira. Foram acrescentadas informações úteis sobre o momento correto de iniciar o uso da medicação anticoagulante. Assim foi elaborada a versão atual apresentada no artigo. No guia do paciente foram incluídas informações sobre sua identificação, dose alvo, comorbidades, doses diárias e orientações gerais úteis ao paciente anticoagulado. Discussão: A tradução do artigo para o uso como ferramenta na atenção primária brasileira vêm da concordância com o autor do artigo original que através de uma abordagem consistente, sistemática e orientada por protocolos para monitoramento dos pacientes visa atingir melhores resultados no acompanhamento de pacientes em anticoagulação, tornando seu manejo mais fácil e seguro. Conclusão: Espera-se que com a ferramenta traduzida, profissionais possam acompanhar e manejar de maneira mais consistente pacientes anticoagulados na atenção primária. Além disso, espera-se que com o guia do paciente, estes se sintam mais orientados e seguros ao fazer uso de sua medicação.