82029

Grupo de tabagistas em UBS de Boa Vista-Roraima: um relato de experiência

Favoritar este trabalho

As ações para promoção da cessação do tabagismo são elaboradas tendo como foco o perfil do fumante de acordo com seu nível de dependência e motivação para deixar de fumar. Com os grupos de tabagistas, pode-se acompanha-los e encorajá-los ainda mais nessa decisão. Apoiar o paciente durante a cessação é uma estratégia importante no controle do tabagismo e uma questão de direito à cidadania. Objetiva-se com o trabalho relatar a vivência de acadêmicos de medicina em um grupo de tabagistas no Centro de Saúde do Pricumã em Boa Vista-RR. Os tabagistas foram identificados pela Médica do Centro de saúde durante as consultas e informados sobre a intenção em formar um Grupo de Tabagistas; após a estruturação dos encontros os pacientes foram convidados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) para participarem do Grupo. Durante 10 semanas foram realizados encontros semanais que abordavam temas sugeridos pelas áreas participantes e de interesse grupal. Os pacientes têm a oportunidade de compartilhar suas experiencias acerca da cessação do tabagismo e ainda sanar dúvidas sobre os efeitos das medicações e sintomas decorrentes da diminuição do uso de tabaco. Há o encorajamento para interromper definitivamente o tabagismo e iniciar o tratamento com adesivos de nicotina. Os pacientes são esclarecidos sobre os benefícios da cessação e os efeitos colaterais decorrentes deste ato. O Grupo falhou uma vez, tendo apenas 4 membros pouco assíduos. 2 meses após, a equipe multidisciplinar iniciou um novo grupo com 15 pacientes, mantendo uma média de 13 tabagistas até o fim das 10 semanas. Obteve-se redução do uso de tabaco em 100% dos pacientes. Conclui-se que o apoio interpessoal é fundamental para o paciente se manter no grupo e firme em seu tratamento. Através do diálogo e compartilhamento de experiencias há o fortalecimento do vínculo com o grupo e aprimora-se o cuidado individual.