49618

PROBLEMATIZAÇÕES ACERCA DA EDUCAÇÃO BILÍNGUE EM ESCOLAS DE SURDOS DO RIO GRANDE DO SUL

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

O presente trabalho é um recorte da primeira etapa concluída do Projeto Produções Culturais Surdas no contexto da educação bilíngue e tem como objetivo analisar a circulação e o consumo de artefatos culturais em contextos da educação bilíngue para surdos, nos espaços da educação básica. Nesse sentido, buscou-se olhar para o que se refere ao trabalho docente e ao currículo no sentido de um dispositivo pedagógico que organiza os espaços/tempos escolares e hierarquiza os saberes. Consideramos que nos espaços das escolas de surdos alunos e professores são produtores e coautores dos artefatos e práticas com os quais se relacionam, produzindo jeitos de ser surdo, professor surdo, professor de surdo, bem como constituindo possibilidades de pensar o currículo e as práticas docentes. Para dar conta dessa primeira etapa, tomamos como estratégia metodológica a noção de discurso, de Michel Foucault. Nesse sentido, tendo a linguagem como produtora da realidade, nos apoiamos no discurso, nas práticas discursivas e não discursivas para entender e problematizar os momentos formais e informais vividos dentro da escola de surdos. A intenção foi realizar uma problematização acerca desses discursos, tanto presentes nos documentos oficiais produzidos pelo Ministério da Educação quanto nas narrativas produzidas no cotidiano da escola de surdos. Esse investimento analítico nos movimentou a pensar a Educação de Surdos perante a Política de Educação Bilíngue no contexto das escolas de surdos.