49924

Ambiente digital para ensino de atividades (pré)acadêmicas para estudantes com autismo Ambiente digital para ensino de atividades (pré)acadêmicas para estudantes com autismo

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

A inclusão escolar de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) tem demonstrado a importância de aprimoramento nas estratégias de ensino, especialmente, com uso de ferramentas, como ambientes digitais. Todavia, os ambientes disponíveis na literatura apresentam uma serie de restrições, como falta de uma interface amigável, dificuldade para obter acesso ao programa ou mesmo para replanejar atividades e elaborar novas atividades de ensino. O estudo objetivou elaborar um ambiente digital para a programação de duas atividades de escrita, para avaliar o repertório de entrada de uma estudante com TEA, com nove anos. As atividades foram eleitas conforme orientação da literatura, pautadas nos princípios da Análise do Comportamento Aplicada (ABA), a partir da sobreposição de palavras e da formação de palavra, na presença da figura correspondente. Os resultados da avaliação mostraram maior desempenho para a atividade de sobreposição da palavra (desempenho médio de 78% de acertos), em contraste com o desempenho para a formação de palavras (desempenho médio de 38% de acertos), replicando os desempenhos de pesquisas anteriores. A construção do ambiente digital favoreceu o intercambio entre as áreas da educação especial, da ABA e da computação, além da elaboração, aplicação e análise de atividades acadêmicas. São propostas novas decisões para aprimoramento do ambiente digital, como ampliação do número de atividades e a versão de um aplicativo para iOS.