29357

SÍNDROME DE MOEBIUS: ASPECTOS FENOTÍPICOS, GENOTÍPICOS E AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA ESCOLA COMUM

Favorite this paper

O presente trabalho apresenta uma discussão sobre o desafio da inclusão na Educação de Jovens e Adultos, tecendo reflexões sobre as práticas pedagógicas quando se trata de incluir e ouvir a voz de um sujeito com uma síndrome rara.
A síndrome de Moebius é uma desordem neurológica complexa, cuja principal característica é a paralisia congênita do nervo facial, que pode também ser acompanhada da paralisia de outros nervos cranianos, de malformações límbicas e de estruturas orofaciais. Assim, este texto tem como objetivos principais apresentar as origens e os aspectos fenotípicos da síndrome, assim como relatar aspectos concernentes à inclusão de um aluno com a síndrome no contexto da EJA. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que se configura como um estudo de caso, embasada teoricamente nos pressupostos da perspectiva sócio-histórica, tendo Vigotski como principal interlocutor.
Como resultados desse estudo, destacamos a importância de adequar as práticas pedagógicas à subjetividade dos sujeitos inseridos na escola comum. Além disso, verificamos que algumas práticas educativas que valorizam a autoimagem, o autoconceito e a autoestima favorecem a inclusão efetiva das pessoas com a Síndrome de Moebius na escola comum.