28679

ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Favorite this paper

O trabalho analisa como acontece a alfabetização de uma criança com deficiência intelectual matriculada no 1º ano do ensino fundamental. Pretendo analisar o trabalho pedagógico realizado regularmente em sala de aula comum sobre a alfabetização e como é realizado o atendimento educacional especializado (AEE) na Sala de Recursos.
A metodologia será de natureza qualitativa com um estudo de caso do tipo etnográfico para observar o cotidiano escolar da criança. A perspectiva teórica adotada neste estudo está fundamentada em Bakhtin, que defendeu uma abordagem dialógica, e nos estudos de Vigotski, que abordam as questões da aprendizagem por meio da mediação com o outro contemplando, também, as contribuições de seus seguidores, além de autores que trazem uma abordagem sócio-histórica tecendo seus discursos sobre a educação especial.
Os dados ainda estão sendo coletados por meio de observação, entrevista e análise de relatórios dessa criança. Na sala de aula, observei que a criança faz as atividades de leitura e escrita acompanhada pela estagiária e professor, identifica a escrita do seu nome e reconhece algumas letras do alfabeto. Acompanha a aula utilizando a oralidade para interagir em todas as atividades, participa das atividades coletivas, responde as perguntas feitas pelo professor, mas quando precisa escrever o que já aprendeu ainda requer um tempo maior para finalizar a tarefa e precisa de orientação individual seja do professor, estagiária ou da pesquisadora.