28565

“MAIS CULTURA NAS ESCOLAS”: desafios e possibilidades de projetos acessíveis para pessoas com deficiência.

Favorite this paper

A inclusão de pessoas com deficiência se faz para que haja igualdade de oportunidades, o que solidifica o respeito ao multiculturalismo.
Transformações de atitudes são fundamentais para que o processo inclusivo educacional se faça e se imponha dentro da escola para todos os alunos, pois a reestruturação institucional não deve ser entendida exclusivamente como um serviço técnico e de apoio, e sim como transformador de atitudes (MACIEL, 2000).
O estudo analisou as propostas de acessibilidade cultural aos alunos com deficiência em uma escola municipal de Macapá-AP selecionada pelo programa “Mais Cultura nas Escolas” no ano de 2014. Investigaram-se concepções, dificuldades e anseios dos cinco coordenadores do projeto através da aplicação de questionário e grupo focal. Foi possível identificar os aspectos necessários à efetivação da ação cultural inclusiva na escola, como também discutir as expectativas para novas práticas pedagógicas socioculturais.
O reconhecimento dos direitos conquistados é universal entre os entrevistados, o que reforça a regulamentação das atuações acessíveis a serem desenvolvidas. Nesse sentido, os resultados obtidos apontaram que experiências e práticas pedagógicas inclusivas possibilitam avanços na qualidade social, assim, o desafio da acessibilidade cultural, como na educação inclusiva, é romper com as barreiras ideológicas e reivindicar efetividade nas ações inclusivas.