61350

NANORECOBRIMENTO À BASE DE LÁTEX PARA PAINÉIS MDF

Favoritar este trabalho

O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de nanorecobrimento com látex juntamente com diferentes produtos fixadores, sobre a estabilidade dimensional de painéis comerciais MDF produzidos com madeira de pinus. O delineamento experimental se constituiu de quatro tratamentos, sendo: 1) látex; 2) formulação contendo látex, negro de fumo e talco; 3) formulação contendo látex, talco e tween e 4) sem recobrimento, para fins de comparação. As amostras destinadas ao recobrimento foram tratadas por pincelamento. Após tratamento, as amostras foram climatizadas, sendo posteriormente avaliadas quanto as suas propriedades físicas de absorção de água (AA2h e AA24h) e inchamento em espessura (IE2h e IE24h), ambas realizadas após duas e vinte e quatro horas de imersão em água e taxa de não retorno em espessura (TNRE), conforme a norma ASTM D1037 (2006). Mediante os resultados observou-se que o tratamento utilizando a formulação com látex, negro de fumo e talco promoveu uma diminuição significativa para a propriedade AA2h em relação aos outros tratamentos. Para a propriedade AA24h, o tratamento contendo apenas látex não obteve diminuição dos valores médios. Para IE2h não houve diferenciação entre os tratamentos e para IE24h o tratamento contendo látex, negro de fumo e talco obteve o melhor resultado. Os resultados para a propriedade TNRE não diferiram significativamente entre os painéis recobertos com látex em relação aos sem recobrimento. De forma geral, a aplicação de nanopelícula de látex, negro de fumo e talco mostrou-se mais eficiente que as demais para a melhoria da estabilidade dimensional dos painéis MDF.