60960

DESCRIÇÃO ANATÔMICA MACROSCÓPICA DA MADEIRA DE ESPÉCIES DA CAATINGA

Favoritar este trabalho

A anatomia da madeira constitui de um elemento fundamental na identificação das diferentes espécies florestais e na qualificação da madeira, visto que cada espécie possui características únicas e diferentes quanto às células que constituem o lenho, bem como as suas organizações e funcionalidades estruturais. Tendo em vista que se tem pouco conhecimento das madeiras da Caatinga, as informações sobre as características gerais e anatômicas no nível macroscópico servirão como ferramenta prática de identificação, além de ajudar a definir as características anatômicas da madeira. O presente estudo teve como objetivo determinar as características anatômicas gerais e macroscópicas da madeira de algumas espécies florestais da Caatinga. As espécies estudadas foram Poincianella bracteosa (Tul.) L. P. Queiroz., Anadenanthera colubrina var. cebil (Griseb.) Altschul. e Cnidoscolus quercifolius Pohl. As características foram descritas segundo recomendações das especificações normas da IAWA (1989) e as Normas e Procedimentos em Estudo de Anatomia de Madeira do IBAMA, descrito por Coradin e Muniz (1992). Foram abordadas as características gerais, como cor, brilho, cheiro, textura, resistência ao corte, figura ou desenho, e distinção entre cerne e alburno, além de se verificarem características anatômicas macroscopicamente, como grã, camadas de crescimento, raio, parênquima e poros. Foi possível observar que todas as espécies possuem anéis de crescimento distintos e os raios são visíveis e finos. As espécies estudadas se diferenciam pelo tipo de parênquima axial, na Poincianella bracteosa, foram encontrados o unilateral e vasicêntrico confluente, Anadenanthera colubrina paratraqueal vasicêntrico com presença de vasicêntrico confluente e aliforme a Cnidoscolus quercifolius o parênquima é invisível