Favorite this paper

A anatomia da madeira é o ramo da botânica que estuda as células que compõem o xilema secundário, as quais variam em função da posição na árvore e das condições ambientais. O objetivo do presente trabalho foi analisar a variação radial no sentido medula - câmbio para a altura dos raios em indivíduos tricompostos de Hevea brasiliensis. Foram selecionados dois indivíduos com clones de copa distintos: i) raiz proveniente de semente + clone PB311 (painel) + clone FX2784 (copa); e ii) raiz proveniente de semente + clone PB311 (painel) + clone MDF180 (copa), sendo amostradas 3 repetições/indivíduo. De cada árvore, foram obtidos discos localizados imediatamente abaixo da inserção do clone de copa, a partir dos quais foram confeccionados os corpos de prova abrangendo os diferentes tipos de lenho (tração, oposto e normal) em seções radiais. As análises anatômicas foram realizadas a partir de cortes transversal e longitudinais obtidos em micrótomo de deslize. As mensurações referentes à altura dos raios foram realizadas seguindo os padrões estabelecidos pela IAWA Committee. Os indivíduos compostos pelo clone FX2784 apresentaram raios maiores em todas as seções radiais, quando comparado aos compostos pelo clone MDF180. A variação radial indicou um aumento para a característica em estudo no sentido medula - câmbio, entre os indivíduos compostos por FX2784; enquanto que, para os indivíduos compostos por MDF180, observou-se o contrário. Diante desses resultados, conclui-se que a altura dos raios apresentou variação tanto no sentido medula - câmbio, quanto entre indivíduos analisados.