63988

USO POTENCIAL DA CASCA DE COCO VERDE PARA PRODUÇÃO DE BRIQUETES

Favorite this paper

O Brasil é grande produtor de coco verde e os resíduos desta cultura podem gerar grandes problemas ambientais quando mal manejados. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o uso potencial da casca de coco verde no processo de briquetagem, através da avaliação dos parâmetros físicos, energéticos e mecânicos. Foram utilizados três materiais diferentes: coco verde in natura, coco verde estocado e fibra de coco estocada. Após a briquetagem em laboratório, as seguintes propriedades foram determinadas: teor de umidade na base úmida, densidade aparente, poder calorífico superior, teor de cinzas e resistência à tração por compressão. O teor de umidade final dos briquetes, média de 10,21%, foi compatível com o uso para geração de energia. Os briquetes confeccionados a partir de coco verde in natura e coco verde estocado apresentaram os menores valores para teor de cinzas (2,51% e 2,68%, respectivamente) e, consequentemente, maiores valores para poder calorífico superior (5093 Kcal/Kg e 4718 kcal/Kg, respectivamente). O maior valor de resistência à tração por compressão foi obtido para o material de coco verde estocada (5,105 MPa). Como conclusão, pode-se afirmar que a produção de briquetes a partir de resíduos de casca de coco verde é tecnicamente viável.