Favoritar este trabalho

O objetivo do trabalho foi avaliar propriedades da madeira oriunda de árvores de teca (Tectona grandis L. f.) de plantios clonais e seminais com seis anos de idade provenientes de primeiro desbaste e comparar os resultados obtidos. Foram avaliadas as seguintes propriedades da madeira: diâmetro médio, DAP sem casca, densidade básica e porcentagens de cerne, alburno, medula e casca. Os resultados encontrados neste estudo, mostram a diferença entre os materiais genéticos clonais e seminais, destacando a parte mais visada na madeira de teca, o cerne. A madeira de teca de origem clonal, apontou valores médios de cerne superiores, com 39,49% a mais sobre o material seminal. Esse resultado demonstra a importância do melhoramento genético florestal para a qualidade da madeira.