63973

PROPOSTA PARA A PADRONIZAÇÃO DA QUALIDADE DE PELLETS DE PINUS PARA A GERAÇÃO DE ENERGIA

Favorite this paper

O objetivo deste trabalho foi propor a elaboração de critérios para padronização da qualidade e estabelecimento de categorias de uso para os pellets produzidos a partir da madeira de Pinus spp. Foram analisadas as normas: europeia (EM), alemã, austríaca, sueca, italiana, norte americana e a da International Organization for Standardization (ISO 17225) que tratam da qualidade de pellets para geração de energia em diferentes categorias de uso. Também foram realizadas as análises da qualidade dos pellets de Pinus em oito amostras, com diâmetro de 6 mm, fornecidas tanto por produtores como por consumidores deste biocombustível. As propriedades analisadas foram: dimensões; densidade da unidade; densidade a granel; teor de umidade; composição química imediata; poder calorífico; durabilidade mecânica e teor de finos. A proposta de padronização contém duas categorias de uso: doméstico e setor de serviços (A) e uso industrial (B), sendo os parâmetros de controle as propriedades anteriormente mencionadas. Os pellets de Pinus spp. analisados atenderam todos os parâmetros de qualidade da norma ISO 17225-2. A adoção de padrões de qualidade para os pellets de Pinus spp. fortaleceria o setor produtivo; reduziria barreiras comerciais; impulsionaria o crescimento do consumo, e por fim aumentaria a credibilidade e confiabilidade deste biocombustível no Brasil.