61020

POTENCIAL ENERGÉTICO DA BIOMASSA DE PASSIVO AMBIENTAL DE UMA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO MECÂNICA DA MADEIRA

Favorite this paper

O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade energética de resíduos de madeira estocados em pátio a céu aberto, durante 18 anos, visando sua aplicação na cogeração de energia. O local de estudo foi uma área de passivo ambiental de uma serraria, em Cambará do Sul, RS. A biomassa foi coletada em 4 profundidades (0 a 1,00m; 1,5 a 2,0m, 2,5 a 3,0m e abaixo de 3,0m) nas pilhas, e em 7 perfis distribuídos na área de estocagem. As análises realizadas foram: teor de umidade na base úmida; poder calorífico superior; teor de cinzas e solubilidade da madeira em hidróxido de sódio. O teor de umidade foi alto (71%); o poder calorífico superior não foi alterado em função da estocagem (4828 kcal/kg); o teor de cinzas teve grande amplitude (0,40 a 60,39%). A localização da biomassa na área de estoque e as diferentes profundidades de coleta tiveram influência sobre as variações observadas em todas as propriedades. A biomassa apresentou poder calorífico superior adequado para geração de energia e pouca degradação em função do tempo de estocagem. Para o uso energético eficiente deste recurso é necessário um tratamento prévio para redução dos teores de umidade e de cinzas.