61016

OTIMIZAÇÃO DO USO DE RESÍDUOS EM FLORESTAS DE Pinus sp. PARA A GERAÇÃO DE ENERGIA

Favorite this paper

O presente estudo teve por objetivo a quantificação da biomassa acima do solo, bem como definir a sua distribuição percentual, em um povoamento de Pinus taeda L., com 16 anos de idade. Foi realizado um inventário florestal para que as classes diamétricas fossem estabelecidas, e posteriormente a árvore dg de cada classe foi determinada, em seguida foram colhidas sete árvores distribuídas por toda a amplitude diamétrica da floresta, as quais tiveram seus componentes separados e posteriormente pesados no campo. Para determinação do teor de umidade retiraram-se amostras do fuste a 0%, 50% e 95% da altura comercial da árvore, para a ponteira retirou-se um disco próximo aos 10% de altura da mesma, para os galhos obteve-se uma amostra homogênea e por fim, uma amostra de acículas. Para o presente estudo se for aproveitado um diâmetro mínimo até 8 cm, a biomassa do resíduo gerado apresentará um total de 53,8 t/ha, sendo que 39,2 t/ha destes são provenientes dos galhos, 9,7 t/ha das acículas e 4,9 t/ha da ponteira. O povoamento estudado apresenta um total de 640 t de resíduos florestais. A distribuição da biomassa nos componentes da árvore segue a seguinte disposição: 88% da biomassa concentra-se no fuste, 9% nos galhos, 2% nas acículas e 1% na ponteira. Os galhos foram considerados o melhor material para geração de energia, pois apresentaram o menor teor de umidade.