63971

NÍVEL DE ESTRUTURAÇÃO DA CADEIA PRODUTIVA DE PELLETS DE MADEIRA EM SANTA CATARINA

Favorite this paper

O objetivo deste trabalho foi obter uma visão do cenário atual da cadeia produtiva de pellets de biomassa residual florestal em Santa Catarina, evidenciando os pontos fortes e fracos, as oportunidades e ameaças, que podem influenciar o desenvolvimento do setor. A metodologia utilizada foi a aplicação de questionário aos segmentos do setor, como fabricantes de equipamentos, fornecedores de matéria-prima, produtores e consumidores de pellets. Também foi realizada uma abordagem sobre a legislação envolvida no setor. Como pontos fracos pode ser destacado que: a cadeira produtiva de pellets em Santa Catarina tem formação recente e ainda desestruturada; ausência de uma rede de informações entre os segmentos da cadeia produtiva; falta de equipamentos adequados para a peletização; baixa produtividade e inexistência de contratos entre os produtores e fornecedores de matéria-prima. Os pontos fortes são que o uso dos compactados promove a melhoria da qualidade energética dos compactados em relação biomassa in natura; facilidade de estocagem e manuseio do produto compactado e os usuários destacaram a economia em relação a outras fontes de energia, como elétrica e gás. As principais ameaças ao setor são a ausência de normas para produção de pellets; falta de incentivo governamental para aumento da demanda por compactados; falta de interação entre e dentro dos segmentos da cadeia produtiva de compactados. As oportunidades se apresentam no incentivo atual à busca de fontes alternativas de energia; possibilidade de uso diversificado para os pellets e mercado consumidor com potencial de crescimento no país.