61421

MISTURA DE ESPÉCIES (Pinus spp. E Eucalyptus benthamii) PARA COMPOSIÇÃO DE PAINÉIS OSB

Favorite this paper

O objetivo foi produzir e avaliar as propriedades físicas e mecânicas de painéis de partículas orientadas (OSB) de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage e Pinus spp. As partículas de Eucalyptus foram obtidas a partir de toras de reflorestamentos com 13 anos de idade, já as partículas de Pinus spp. foram provenientes de processo industrial. As proporções face:miolo:face adotadas foram 20:60:20 e 30:40:30, onde o colchão de partículas foi composto por 3 camadas dispostas perpendicularmente entre si. O delineamento experimental envolveu 4 tratamentos, com 3 repetições cada, sendo 2 com painéis puros de Pinus e 2 com partículas misturadas de Pinus+Eucalyptus. A densidade adotada foi de 0,65 g/cm³, 6% de resina fenol-formaldeído, 1% de emulsão de parafina e ciclo de prensagem de 180ºC, 40 kgf/cm² durante 8 minutos. Os ensaios foram realizados de acordo com a ASTM D1037 (1993) e a DIN 52362 (1982). Aplicou-se ANOVA e Teste de Scott-Knott a 95% de probabilidade, além da comparação com os parâmetros da norma CSA 0437 (1993). Os painéis compostos por Eucalyptus apresentaram os melhores resultados para absorção de água, inchamento em espessura e taxa de não retorno em espessura, embora não satisfatórios quanto à exigência da norma. Para propriedades mecânicas, todos os tratamentos atingiram o mínimo exigido pela norma para os ensaios de MOE e MOR, paralelo e perpendicular. Para ligação interna, todos os resultados foram satisfatórios. Assim, concluiu-se que a madeira de Eucalyptus benthamii, em mistura com Pinus, pode ser uma alternativa para a produção de painéis de partículas orientadas (OSB).