64036

EMERGÊNCIA E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE MUDAS DE CANAFÍSTULA COM DIFERENTES TÉCNICAS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA

Favorite this paper

A análise de sementes de espécies florestais tem merecido atenção no meio científico, e tem por finalidade atestar a qualidade fisiológica das sementes, tanto para sua preservação quanto para qualidade de emergência e desenvolvimento de plântulas. Nesse sentido, destaca-se a dormência das espécies florestais, tendo em vista que esta é uma incapacidade temporária de germinação em uma determinada condição ambiental, na qual a espécie é submetida. Dessa forma, o presente trabalho objetivou avaliar métodos de superação de dormência em sementes de Canafístula quanto à emergência de plântulas e no desenvolvimento inicial de mudas que demonstre menor perigo químico ao viveirista. Os tratamentos testados foram: testemunha, imersão em H2O 100 ºC por 15 min, escarificação mecânica com lixa nº 100, imersão em H2SO4 por 5 min e imersão em KNO3 por 30 min. Os tratamentos de escarificação mecânica e imersão em H2SO4 (95%) por 5 minutos, foram efetivos na superação de dormência das sementes, enquanto a utilização de KNO3 não resultou em valores satisfatórios das variáveis avaliadas.