Favorite this paper

O adesivo ureia formaldeído apresenta resistência mecânica inferior quando comparada com adesivos fenólicos. Com isso, tem se buscado aditivos que melhorem suas características e o torne mais atrativo para a produção de painéis mais resistentes, e neste contexto as nanopartículas têm contribuído para o surgimento de uma nova geração de adesivos de alta performance. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito da adição de nanoargila (CLOISITE Na+) ao adesivo ureia formaldeído. Foi realizada a caracterização do adesivo por meio da determinação do teor de sólidos, viscosidade, gel time e pH. Para a viscosidade e pH o acréscimo na porcentagem de nanoargila ocasionou aumento dos valores destas propriedades, e comportamento contrário foi observado para o teor de sólidos e tempo de gelatinização. Conclui-se que a adição de até 4% de nanoargila proporciona propriedades adesivas aceitáveis tanto para produção de compensados quanto para painéis reconstituídos, acima desta porcentagem o aumento da viscosidade limita a aplicação do adesivo para esses usos.