Favorite this paper

Informações relacionadas a densidade da madeira de teca e sua variabilidade no sentido radial são importantes para a indústria de serrados no que diz respeito a caracterização da matéria-prima utilizada e destinação adequada ao produto. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi comparar a densidade básica da madeira de teca plantada em monocultivo com às de árvores plantadas em consócio com café submetido a fertirrigação. O material foi proveniente de duas regiões do sudeste brasileiro, sob diferentes arranjos de plantio, onde em Belo Oriente – MG o plantio foi exclusivamente de Tectona grandis (Teca) com idade de 20 anos e o plantio consorciado com café conilon (Coffea canefora) com 12 anos de idade implantado no município de Sooretama – ES. Retiraram-se amostras no sentido casca – casca nas posições 33%, 67% e 100% em cada raio dos 04 discos de teca e foi mensurada a densidade básica da madeira. Foi realizada análise descritiva dos dados e teste F a fim de identificar diferença significativa ou não entre os mesmos, e construídos gráficos de tendência para variação da densidade básica no sentido casca – casca. O plantio consorciado apresentou maiores valores para densidade básica da madeira e menor variação dessas propriedades no sentido casca – casca. Evidenciou-se que a alteração de comportamento da densidade básica foi atribuída a fertirrigação e não a idade, uma vez que embora o plantio consorciado seja mais novo em idade, esse apresentou maior densidade em sua madeira.