Favorite this paper

Os feixes de fibras naturais vêm sendo muito cobiçados, principalmente por possuir a capacidade para a substituição das fibras sintéticas em diversos setores industriais. São materiais sustentáveis, leves, com baixo custo e grande abundância, possuindo em sua composição celulose, hemicelulose e lignina. Diante dos muitos feixes de fibras naturais, o curauá é que vem se destacando entre as pesquisas para produção de compósitos, reforços, etc. Tendo em vista sua importância, este trabalho tem o objetivo de comparar sua resistência à tração utilizando duas variedades (branco e roxo). Foram utilizados 50 feixes de fibras de curauá branco e 50 feixes de fibras de curauá roxo, escolhidos aleatoriamente para a determinação de seu diâmetro e para a confecção dos corpos de prova para o ensaio mecânico na máquina universal de ensaio EMIC DL 30000, com célula de carga de 5kN e velocidade de ensaio de 0,1 mm/min. Os dados foram aplicados na estatística de Wilcoxon que mostraram que há diferenças entre as médias de diâmetro (µm), mas entre as médias de tensão máxima (MPa) não houveram diferenças. Pode-se concluir então que os feixes de fibras de curauá roxo apresentaram maior diâmetro, porém sua resistência não diferiu estatisticamente do curauá branco.