63965

CARACTERIZAÇÃO ANATÔMICA DO LENHO ANORMAL DE COMPRESSÃO DE Pinus taeda E POTENCIAL PARA POLPAÇÃO

Favorite this paper

Este estudo objetivou analisar a estrutura anatômica da madeira do lenho anormal de compressão em árvores de Pinus taeda, e determinar o impacto das alterações ocorridas na madeira para a produção de celulose e papel. Foram analisadas três árvores consideradas com madeira de qualidade normal e três com indícios de presença de lenho anormal de compressão. Foram mensurados o comprimento, diâmetro interno de externo dos traqueídeos e espessura da parede das células, e calculados o Índice de Runkel, Fração Parede, Coeficiente de Flexibilidade e Índice de Enfeltramento em corpos de prova retirados no DAP das árvores analisadas. A morfologia dos traqueídeos sofreu alteração na madeira com a presença de lenho anormal de compressão. Para todas as variáveis analisadas houve diferença estatística entre a madeira normal e anormal. A madeira normal teve menor comprimento e espessura da parede dos traqueídeos e maiores diâmetros interno e externo das células. Com base nos índices de qualidade para uso da madeira na produção de celulose e papel, pode-se concluir que o papel produzido com madeira de lenho normal teria maior resistência a tração devido ao maior coeficiente de flexibilidade, e menores valores de fração de parede e Índice de Runkel. Já em relação à resistência ao rasgo, o papel produzido com lenho anormal de compressão teria melhor desempenho. A resistência ao arrebentamento não se diferenciaria entre os diferentes lenhos. O lenho anormal de compressão altera a qualidade da madeira para a produção de celulose e papel.