Favorite this paper

No Brasil, o Pinus taeda L. é a espécie do gênero Pinus mais plantada, sendo
oEstado de Santa Catarina a segunda maior área plantada, destinada para a produção de
celulose, papel, madeira serrada, chapas e madeira reconstituída. Como para qualquer
cultura, os plantios comerciais podem estar sujeitos à pragas e doenças. Dessa maneira,
o presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência de patógeno desconhecido no
crescimento de P. taeda. Para isso, realizou-se análise de tronco e comparação do
crescimento em DAP (diâmetro na altura do peito), área transversal e produção em
volume de árvores sadias e árvores atacadas por patógenos em fase de identificação.
Foram selecionadas 4 árvores sadias e 4 árvores doentes, destas, foram retirados discos
a 0,15 m, 1,30 m, 25, 50 e 75% da altura total. Segundo o teste t Student para
populações independentes com nível de confiança de 95%, constatou-se que há
diferença significativa no crescimento em DAP de árvores sadias e doentes, entretanto,
não há diferença significativa no crescimento em volume.