64074

AVALIAÇÃO DE EMENDAS POR ENTALHES MÚLTIPLOS REFORÇADAS COM FIBRAS DE VIDRO OU DE CARBONO EM PINUS TAEDA PARA MADEIRA LAMINADA COLADA

Favorite this paper

A emenda por entalhes múltiplos é, atualmente, a união de topo mais utilizada na fabricação da Madeira Laminada Colada (MLC). Considerando a influência destas uniões na rigidez e resistência final dos elementos estruturais em MLC, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a resistência à tração paralela às fibras da madeira de Pinus taeda com diferentes composições de reforços. Foram utilizadas duas geometrias para os entalhes múltiplos e os reforços foram feitos com tecidos de fibra de vidro ou fibra de carbono, colados com adesivo estrutural poliuretano sobre as emendas. Os tratamentos empregados foram: “A-Vidro”, “A-Vidro2”, “A-Carbono”, “B-Vidro”, “B-Vidro2” e “B-Carbono”, sendo a letra A ou B, as geometrias e 2, o número de camadas de tecido de fibras. Para a análise dos resultados foi utilizado o teste de Scott Knott com 95% de confiabilidade. Os resultados mostram que as emendas por entalhes múltiplos, mesmo dentro dos referenciais normativos, diminui significativamente (em até 48,9%) a resistência à tração paralela às fibras, independentemente da geometria. Todos os tratamentos com aplicação de algum reforço foram superiores aos tratamentos com emendas não reforçadas, entretanto permanecem aquém à madeira maciça. Pôde-se concluir que a aplicação em duas camadas de reforço de fibras de vidro ou uma camada de carbono, ambos concentrados na região das emendas por entalhes múltiplos com a geometria B, aumenta significativamente (em até 71%) a resistência à tração paralela as fibras. Conclui-se ainda que as densidades aparentes (ρap,m = 0,49) apresentam fraca correlação com a resistência à tração paralela às fibras.