61405

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA MADEIRA DE Hymenaea courbaril Linnaeus EM ENSAIOS DE USINAGEM

Favorite this paper

O conhecimento científico sobre a madeira das espécies nativas brasileiras é imprescindível visando descobrir suas potencialidades de uso no segmento madeireiro. Assim, o objetivo deste presente trabalho refere-se à avaliação da usinagem da madeira de Hymenaea courbaril Linnaeus, vulgarmente conhecida como jatobá. A madeira analisada foi obtida no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, e avaliada no Laboratório de Processamento Mecânico da Madeira (LPM/DPF/UFRRJ), obedecendo a adaptação da norma ASTM D1666-11 visando caracterizar sua trabalhabilidade. As avaliações permitiram a classificação da madeira após a aplicação dos testes nos oito corpos de prova (30 x 12 x 2,5 cm), avaliando o surgimento e o grau dos defeitos apresentados. A madeira de jatobá apresentou resultados satisfatórios para o teste de plaina sendo as notas 1 e 2 em pelo menos 50% das amostras, assim como para o teste de lixamento a espécie apresentou excelentes resultados, demonstrando assim que a espécie é adequada para acabamentos superficiais. Já para o teste de dobradiça, resultados satisfatórios foram alcançados, porém para o teste de cavilha os resultados obtidos foram regulares, observou-se que a furadeira para cavilha se demonstrou pouco eficiente, sendo provável um necessário aumento na rotação do aparelho. De modo geral, a madeira da espécie Hymenaea courbaril Linnaeus se mostrou moderadamente fácil de trabalhar, indicando que esta madeira possui uma variedade de aplicações para construção civil, assoalhos, mobiliários entre outros.