Favorite this paper

O estudo de novas espécies nativas é importante para incrementar a lista de possibilidades de industrialização de madeiras não tradicionais. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo estudar a anatomia e as propriedades físicas da madeira de Dacryodes peruviana da floresta amazônica do Peru. Foram coletadas duas árvores em uma floresta nativa do departamento de Madre de Dios. Os discos, obtido através do método destrutivo. Análises macroscópicas e microscópicas foram realizadas utilizando a metodologia padrão de COPANT (1972) e IAWA (1989); para as propriedades físicas da madeira utilizou-se a Norma Técnica Peruana. Os resultados mostram que o parênquima é visível com lupa de 10x, de tipo apotraqueal difuso, com vasos maiormente solitários de diâmetro tangencial de 179,63 ±34,23 µm, com média de 5 ±1,68 vasos por mm², os raios classificados como médios, de estrutura não estratificada. As fibras são libriformes, de paredes grossas (≅3 ±0,37 µm) e comprimento médio (≅1075 ±173 µm). Sobre as propriedades físicas a espécie apresentou densidade básica de 0,43 g/cm3, é uma madeira moderadamente estável e de bom comportamento à secagem. Conclui-se que a madeira da espécie D. peruviana, pode ser utilizada em diferentes produtos, tais como: portas, janelas, laminado, brinquedos, marcenaria, construção e moveis em geral.