64055

Análise energética de resíduos da madeira de Cedrela odorata.

Favorite this paper

A madeira quando está submetida a altas temperaturas, a mesma sofre um processo de transformação resultando no carvão. Há um grande desperdício de matéria-prima na Amazônia, que se inicia desde a sua colheita na floresta em áreas de manejo. Ao levarmos em consideração que a espécie Cedrela odorata é bastante comercializada na nossa região, também existe a problemática dos seus resíduos deixados in loco na floresta, sem nenhuma destinação. Por este motivo o objetivo deste trabalho é realizar a análise energética de resíduos de Cedrela odorata a fim de mostrar uma melhor finalidade para os resíduos dessa espécie na região. Para o processo de carbonização, a mufla foi programada em uma taxa de 0,33°C/min e a sua temperatura final de 450°C.Também foi determinado a densidade aparente do carvão. Para a análise imediata, foi utilizada a norma ASTM D 1762 - 84. Os resultados foram de 0,54 g/cm³ para a densidade da madeira de Cedrela odorata e 0,38 g/cm³ para a densidade aparente do carvão. Para o rendimento do carvão, a espécie obteve o valor de 38,67%. Para materiais voláteis, cinzas e carbono fixo os valores foram de 23,71%; 0,90% e 75,39%, respectivamente. Concluimos que a a espécie estudada Cedrela odorata conhecida popularmente como Cedro apresentou valor de densidade básica maior do que o apresentado em literatura e das espécies de Eucalyptus., apresentou valores satisfatórios para densidade aparente do carvão, rendimento gravimétrico e teores de carbono fixo e cinzas, preconizando assim estudo para seu uso no setor energético.