63740
Favorite this paper

As chapas de partículas orientadas, comercialmente denominadas de OSB – Oriented Strand Boards, são parcialmente orientadas em uma determinada direção e apresentam boa resistência mecânica e estabilidade dimensional. No mercado internacional, a demanda por esse tipo de painel é muito grande, pois esses são indicados principalmente para fabricação de embalagens e emprego na construção civil. Diante disso, este trabalho objetivou analisar a dinâmica das exportações de painéis OSB para 5 países: Argentina, Chile, China, Coreia do Sul e Uruguai durante o período de 2008 e 2016. Foram coletados dados referentes ao período de 2008 a 2016 de valores monetários (US$) e quantidade das exportações brasileiras de painéis OSB (código 44.10.12) no banco de dados da United Nations Commodity Trade (UN COMTRADE). Os valores monetários nominais foram deflacionados, obtendo-se, os valores monetários reais. Os resultados indicam que a China é o maior importador de painéis OSB, seguido da Argentina e em menor importância, Chile, Uruguai e Coreia do Sul, sendo que na América Latina, a Argentina é o principal importador, enquanto que na Ásia é a China. Foi possível observar que o aumento no consumo interno de painéis OSB depende da mudança de paradigma na cultura brasileira, o que contribuiria de positivamente para o crescimento do setor florestal brasileiro. Além disso, a desaceleração de crescimento da China influencia significativamente na diminuição de exportação de painéis de OSB para esse país. Outro fato importante foi a crise econômico-política de 2014, que influenciou o aumento das exportações brasileiras, devido à desvalorização do real.