63933

MORFOLOGIA DA FIBRA E ÍNDICES DE RESISTÊNCIA DO PAPEL DA ESPÉCIE DE Eucalyptus badjensis Beuzev. & Welch

Favorite this paper

Para competir no mercado internacional, o setor papeleiro exige o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos de qualidade diferenciada. Isso aumenta cada vez mais a busca por espécies alternativas para suprir as necessidades deste setor. Sendo que os estudos sobre esta espécies ainda são incipientes o objetivo deste trabalho foi avaliar as características das fibras no sentido longitudinal da madeira de Eucalyptus badjensis para utilização na fabricação de papel. Para isto os elementos celulares foram individualizados em solução de ácido acético e peróxido de hidrogênio (1:1) e foram mensurados nas fibras o diâmetro do lume, largura da fi¬bra, comprimento da fibra e espessura da parede a partir destas medições foram calculados índices indicativos da qualidade da polpa celulósica: Índice de Runkel, Coeficiente de Flexibilidade, Índice de Enfeltramento e Fração Parede de 3 indivíduos no sentido longitudinal da árvore. A madeira de Eucalyptus badjensis demonstrou resultados abaixo do esperado para o Coeficiente de Flexibilidade, o que resulta no aumento da rigidez dificultando a união entre as fibras. Por outro lado, o Índice de Runkel, Fração Parede e o Índice de Enfeltramento apresentaram valores satisfatórios para produção de papel. Conclui-se que os índices obtidos neste estudo apresentaram fibras com características anatômicas desejadas para produção de celulose e papel, no entanto, faz-se necessário a realização de mais estudos para confirmação destas características.