7107
Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Os adesivos são de grande importância na qualidade final dos diferentes painéis de madeira. O elevado preço dos adesivos sintéticos no mercado atual faz com que a sua utilização chegue a representar de 26% do custo final dos painéis produzidos. O objetivo deste trabalho foi testar as propriedades mecânicas de painéis aglomerados produzidos com adesivo tânico de barbatimão. Os painéis foram produzidos com o adesivo comercial uréia-formaldeído (T1), com o adesivo tânico das cascas (T2) e folhas (T3) do barbatimão. Os procedimentos de ensaio empregados na avaliação das propriedades MOR e MOE à flexão estática foram baseados na norma DIN 52362 (1982) e para as propriedades de densidade e a ligação interna na norma ASTM D 1037/2006. A densidade dos painéis não variou entre os tratamentos e para os tratamentos com os adesivos tânicos, apenas a ligação interna atendeu o mínimo requerido pela norma comercial americana, sendo assim não é recomendado o uso destes adesivos puros onde se exija resistência mecânica.