15365
Favorite this paper

1. INTRODUÇÃO

Sabe-se que os resíduos agrícolas são materiais gerados em grande quantidade no Brasil devido ao seu elevado potencial para produção agrária. Esses materiais geralmente são descartados, mesmo possuindo viabilidades de uso. Dentre esses resíduos produzidos, destaca-se o sabugo de milho.

Segundo Buranello (2009), a produção mundial de milho é de aproximadamente 800 milhões de toneladas. Portanto é necessário dar um destino correto aos resíduos oriundos de sua cadeia produtiva. Uma alternativa para a utilização desses resíduos seria na produção de painéis aglomerados, que permitem a utilização de qualquer material lignocelulósico na sua produção.

Um estudo importante a fim de se avaliar a utilização dos painéis aglomerados em estruturas é quanto a sua estabilidade térmica. Esse estudo pode ser conclusivo na identificação de materiais resistentes até mesmo a incêndios. Nesse contexto, o ensaio de combustibilidade dos painéis aparece como uma importante ferramenta para o estudo das propriedades térmicas dos painéis.

Este trabalho tem por objetivo avaliar as propriedades térmicas de painéis aglomerados confeccionados com Pinus oocarpa, e também fazendo uma associação da madeira com sabugo de milho, resíduo agrícola gerado em grande quantidade no Brasil.