14678

CARACTERIZAÇÃO ENERGÉTICA DE MADEIRAS DE TRÊS ESPÉCIES DA AMAZÔNIA BRASILEIRA

Favorite this paper

Na indústria madeireira, os resíduos sólidos geralmente não dispõem de uma destinação sustentável, acarretando no acúmulo e desperdício. Este trabalho objetivou caracterizar o carvão da madeira das espécies Gombeira, Mandioqueira e Louro-preto de alta densidade populacional na Floresta Nacional do Tapajós e potencial para comercialização, com o intuito de obter o rendimento deste recurso por meio da produção de carvão a partir de seus resíduos. Foi coletado, de forma aleatória, 1 disco de cada árvore, totalizando 5 discos por espécie. Os discos foram transformados em cunhas e, então seccionados em 5 peças menores por árvore. As amostras foram levadas à mufla de carbonização à uma velocidade de 1º/min até a temperatura de 450°C, para análise imediata, possibilitando a determinação do teor de voláteis, cinzas, carbono fixo, licor pirolenhoso e o rendimento do carvão. A espécie N. dioica apresentou maior emissão de gases voláteis, menor teor de cinzas e, maior concentração de carbono fixo, no entanto, a mesma juntamente com a espécie S. laurifolia, apresentou um produto final quebradiço de modo que, a espécie Q. dinizii demonstrou maior aptidão para a produção de carvão, possuindo produto final com carbonização homogênea e não quebradiça.