Dançando com bebês a partir de um olhar Labaniano.

- 134841
Comitê Temático - Apresentação Oral
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Dançando com bebês a partir de um olhar Labaniano

Adriana Vilchez Magrini Liza (FAV)

Dança como Área de Conhecimento: Perspectivas Epistemológicas, Metodológicas e Curriculares

Palavras-chave: DANÇA CRIATIVA COM BEBÊS. OBJETOS DESESTRUTURADOS. ABORDAGEM PIKLER. DINÂMICAS DO MOVIMENTO. RUDOLF LABAN.

Resumo expandido

Este artigo relata a pesquisa metodológica que aborda o tema “dança criativa com bebês”, desenvolvida durante o curso de especialização de Sistema Laban/ Bartenieff na Faculdade Angel Vianna, procurando responder à questão básica nascida na elaboração do planejamento de aulas de dança para essa faixa etária: Como seria uma aula de dança com bebês a partir do olhar Labaniano, entrelaçando com a Abordagem Pikler?
As aulas de dança com bebês foram oferecidas para duas escolas particulares da cidade de São Paulo no ano de 2019 com início no mês de fevereiro e término em novembro. Os bebês tinham de quatro meses a um ano e seis meses, sendo que uma das escolas continuou seguindo com as aulas até o presente momento. O objetivo foi explorar corpo/espaço na dança com bebês, considerando a relação com pessoas e objetos desestruturados (Abordagem Pikler), tendo como conteúdo as dinâmicas do movimento e ações corporais (Esforços de Laban).
Destaco a relevância deste trabalho em abrir possibilidades para o educador de dança ampliar sua trajetória por espaços ainda não muito percorridos. Para tanto, a metodologia aplicada nas aulas foi (re)planejada e (re)estruturada para que pudesse fazer sentido para a aprendizagem e desenvolvimento dos bebês, já que muitos ficam o tempo integral inseridos na escola.
Cabe ressaltar que o trabalho de dança com bebês tem como referência metodológica a Dissertação de Mestrado de Liza (2019) e o projeto de Dança Criativa nela sistematizado. A Dança Criativa está voltada para a sensibilidade de gestos e movimentos para a colaboração da construção do corpo e do cérebro do bebê. As conexões sociais e emocionais são feitas quando dançamos junto com os bebês e os bebês com seus pares. Os objetos desestruturados (Abordagem Pikler) colaboram para explorar os conceitos da dança (Sistema Laban). Os bebês são incentivados a movimentar-se no chão para que possam se deslocar, através dos padrões iniciais de movimento, construindo assim uma base sólida em seus primeiros anos de vida. Além da ludicidade, a Dança Criativa explora conceitos de movimento, desenvolve habilidades de dança, fortalece o corpo, o cérebro e cria relações afetivas entre os pares.
O artigo preocupa-se em compartilhar o percurso de dança com bebês, dança como arte, como linguagem, além de movimentos de psicomotricidades: uma dança embalada de sentidos, entrelaçada por vínculos e percebida por afetos. No trabalho desenvolvido durante a pesquisa, em 2019, procurou-se utilizar a Abordagem Pikler e o Sistema Laban, dividindo cada aula em dois momentos, a fim de contemplar cada uma dessas teorias. Num primeiro momento, eram realizados movimentos no nível baixo, procurando criar vínculos com os bebês. Eles podiam entrar em contato com os objetos desestruturados, através de circuitos sensoriais, enquanto cantávamos e conversávamos. Estabelecidos os vínculos, num segundo momento, era feito um convite a cada bebê para dançar no colo e, dessa forma, eram feitos passeios e movimentos relacionados ao Sistema Laban, conforme o conteúdo de cada aula. O bebê, nessa dança, consegue experienciar as qualidades e os fatores do movimento de forma lúdica no nível alto.
Essa dança acontece dentro do mundo complexo e pouco conhecido dos bebês, os quais fazem parte da rotina diária da escola, mas nem todos os educadores os conhecem ou os enxergam como seres potentes que vão além de “coisa mais fofas, que dá vontade de carregar”. Os bebês são grandes investigadores do movimento corpo/espaço, são os mestres das descobertas fantásticas dos rolamentos, dos apoios, dos deslizamentos, das quedas e das ações conduzidas pelos fluxos e pelos impulsos.
Durante a pesquisa constatei que havia pouco registro sobre o tema em questão, tendo encontrado referências a grupos e/ou oficinas que dançam para os bebês e não com eles. De fato, a maioria das respostas foram obtidas com a prática, com as observações e com as experiências construídas durante as aulas no dia a dia com os próprios bebês.
Espera-se que o processo metodológico de dança com bebês aqui relatado, possa ser compartilhado com educadores da dança, que buscam cada vez mais informação para desenvolverem e ampliarem seus conhecimentos com a primeira infância e com o complexo mundo dos bebês.

Adriana Vilchez Magrini Liza
Faculdade Angel Vianna FAV
[email protected]
Mestra em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie; Especialista em Sistema Laban/Bartenieff pela Faculdade Angel Vianna;
Especialista em Dança e Consciência Corporal, Graduada em Pedagogia e Ciências Biológicas; possui alguns cursos de extensão e atualmente é pesquisadora e professora de dança com crianças

Referências:
BARTENIEFF, Irmgard. Body Movement: Coping with the environment. New York: Routledge, 2002.

COHEN, Bonnie Bainbridge. Sentir, Perceber e Agir: educação somática pelo método Body Mind Centering. São Paulo: Sesc edições, 2015.

FERNANDES, Ciane. O Corpo em Movimento: O Sistema Laban/Bartenieff na formação e pesquisa em artes cênicas. São Paulo: Annablume, 2006.

LABAN, Rudolf. Dança educativa moderna. São Paulo: Ícone Editora, 1990.

LIZA, Adriana Vilchez Magrini. Traços, trajetos e processos da dança criativa. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.

MIRANDA, Regina. Corpo-Espaço: aspectos de uma geofilosofia do corpo em movimento. Rio de janeiro: 7 Letras, 2008.

MARQUES, Isabel A. Interações: crianças, dança e escola. São Paulo: Edgar Blucher, 2012.

SOARES, Suzana Macedo. Vínculo, Movimento e Autonomia. São Paulo: Editora Omnisciência, 2020.

Instituições
  • 1 Pós-Graduação / Universidade Presbiteriana Mackenzie / Universidade Presbiteriana Mackenzie
Eixo Temático
  • Dança como Área de Conhecimento: Perspectivas Epistemológicas, Metodológicas e curriculares
Palavras-chave
DANÇA CRIATIVA COM BEBÊS. OBJETOS DESESTRUTURADOS. ABORDAGEM PIKLER. DINÂMICAS DO MOVIMENTO. RUDOLF LABAN