INTERCÂMBIO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE BRASIL-ZANZIBAR/TANZÂNIA PARA A REDUÇÃO DA TAXA DE MORTALIDADE MATERNA: RELATO DE EXPERIENCIA

Vol 2, 2022 - 161969
Relato de Experiência em Saúde Coletiva
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A cooperação técnica Brasil e Tanzânia deu-se no primeiro semestre de 2018 e está em andamento.

Objeto da experiência

Promoção de intercâmbio de políticas de saúde entre os governos do Brasil e da Tanzânia com vistas à redução da mortalidade materna.

Objetivos

Relatar a experiência de atuação no processo de cooperação técnica Brasil-Zanzibar/Tanzânia em saúde com foco no intercâmbio de ações e estratégias para a redução da mortalidade materna.

Metodologia

Trata-se de relato de experiência sobre a participação no processo de cooperação técnica que foi didaticamente foi dividida em quatro etapas: i) apreciação de demanda de cooperação pelo Brasil, ii) preparação e realização de visita técnica a Zanzibar; e iii) visita técnica no Brasil representante da Tanzânia; e iv) elaboração conjunta de projeto de cooperação técnica.

Resultados

A 1ª etapa iniciou quando o Ministério das Relações Exteriores consultou área competente do Ministério da Saúde sobre o pleito. Na 2ª etapa, deu-se a pactuação da agenda em Zanzibar considerando a alta taxa de morte materna. Durante sete dias, em Zanzibar, ocorreram visitas técnicas à rede de saúde e reuniões para priorizar estratégias para cooperação. A 3ª etapa, profissional de saúde de Zanzibar visitou à rede de saúde de município brasileiro. Por fim, iniciou a elaboração do projeto.

Análise Crítica

Considerando o desafio mundial para os governos em relação a meta dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de até 2030 reduzir a mortalidade materna global para menos de 70 mortes por 100 mil nascidos vivos, tal vivência possibilitou identificar aspectos para a viabilização de políticas de saúde materna, tais como a baixa cobertura das ações e serviços de saúde, carência de profissionais de saúde, precárias condições de infraestrutura dos serviços e a alta ocorrência de partos domiciliares.

Conclusões e/ou Recomendações

A diversidade na configuração e estruturação do sistema de saúde dos dois países mostra a real necessidade de intercâmbio. Além disso, reforça o entendimento de mútuos benefícios da cooperação Sul-Sul, uma vez que permite a valorização e disseminação de boas práticas, além da criação e aperfeiçoamento de capacidades dos países envolvidos com vistas a redução da morbimortalidade materna.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Eixo Temático
  • Eixo 06 - Saúde em um mundo globalizado, o diálogo Sul - Sul e a Agenda 2030