COMO A PANDEMIA DE COVID-19 AFETOU A OFERTA DE PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS NO BRASIL?

Vol 2, 2022 - 160634
Relato de Pesquisa
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A pandemia de COVID-19 trouxe desafios para os sistemas de saúde. Se por um lado a demanda crescente por leitos específicos para tratar pacientes com SARS-CoV-2 sobrecarregou os hospitais brasileiros, a realização de cirurgias e outros procedimentos eletivos foi profundamente afetada por conta dos riscos de contaminação no ambiente hospitalar e pelo contingenciamento de recursos humanos.

Objetivos

Analisar o efeito da pandemia de COVID-19 na realização de procedimentos cirúrgicos em hospitais públicos ou conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Metodologia

Estudo ecológico, com dados secundários, cujas unidades de análise foram as Macrorregiões do Brasil. A fonte dos dados foi o Sistema de Informação Hospitalar do SUS (SIS-SUS), disponíveis para consulta pública no site do DATASUS. A partir das Autorizações de Internação Hospitalar (AIH), foram obtidas as quantidades de procedimentos cirúrgicos realizados mensalmente. As médias mensais de procedimentos cirúrgicos realizados em hospitais públicos ou conveniados ao SUS nos anos anteriores à pandemia de COVID-19 (Janeiro de 2010 à Dezembro de 2019) foram calculadas e comparadas com a quantidade de procedimentos mensais realizados de Janeiro à Dezembro de 2020.

Resultados

De 2010 a 2019, foram realizadas, em média, 4.434.790 procedimentos cirúrgicos hospitalares anuais. Em 2020, houve uma redução de 8,7% nesse volume de cirurgias no país, sendo as maiores reduções observadas nas Regiões Sudeste (11,0%) e Nordeste (9,4%). Na comparação mensal, foi possível observar que nos primeiros meses da pandemia no país, essa redução foi de 31,4% (Abril), 30,9% (Maio) e 22,8% (Junho). Além disso, ressalta-se que em Janeiro e Fevereiro de 2020, a quantidade de cirurgias foi 18,0% e 14,0% maior, respectivamente, do que na média dos anos anteriores. Nos meses de Novembro e Dezembro, também foi possível observar maior quantidade de cirurgias do que na média da série histórica.

Conclusões/Considerações

Os achados desse estudo evidenciam o efeito da pandemia de COVID-19 na oferta de cirurgias no SUS. As repercussões do adiamento dos procedimentos cirúrgicos eletivos ainda são incertas, mas os serviços de média e alta complexidade precisam estar preparados para prestar assistência à pacientes com condições clínicas potencialmente mais complexas, que demandem mais tempo de hospitalização e representam maior custo financeiro ao SUS.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Eixo Temático
  • Eixo 05 - A pandemia de COVID-19 e seus legados