Sobre

Nos últimos anos, a discussão sobre o presente da previdência social brasileira, e a própria sobrevivência do sistema, tomaram o centro das discussões acadêmicas e dos gestores de políticas públicas. Nas últimas décadas, a expansão dos sistema previdenciário e o aumento da riqueza permitiu que cada vez mais as pessoas deixassem o mercado de trabalho em idades mais jovens. Entretanto, o crescimento da cobertura do sistema previdenciário, principalmente após as regras estabelecidas na Constituição de 1988, e o rápido processo de envelhecimento populacional levaram, e ainda vão levar, a uma grande instabilidade fiscal do sistema no Brasil. Essa combinação de fatores nós leva a pensar sobre o futuro do sistema previdenciário no Brasil. Além disso, devemos questionar se o país estará pronto para uma população cada ver maior de aposentados.

Os trabalhos apresentados neste livro mostram a inquestionável importância da Previdência Social no para o bem-estar da população idosa brasileira. Os artigos em pauta também apontam que a necessidade de reformas é clara e urgente. Nesse sentido, diversas perguntas surgem, dentre elas, como deve ser feita a reforma, e como e quais gerações devem arcar com os custos da reforma.

Moema Gonçalves Bueno Fígoli

Bernardo Lanza Queiroz

abep